Início | Efemérides
Tamanho de letra normal Aumentar o tamanho de letra Diminuir o tamanho de letra
Pesquisa de Efemérides
Pesquisa geral
Dia
Mês
Ano
Ordenar por
 
[limpar dados]


Nº de registos : 1311 ( 1101 até 1121 )
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66

24/1/1931

Na Igreja e Freguesia de São Mamede, da cidade de Lisboa, realiza-se o casamento do Dr. José Manuel da Costa, natural de Castelo de Vide, de 26 anos, com Maria Emília Ribeiro Soares, natural de Lisboa, de 24 anos de idade, tendo havido deste casamento 4 filhos: José Manuel, Dinis, Pedro e Gil Ribeiro Soares da Costa.

[+ info]
1/2/1931

São desta data os novos estatutos da Sociedade Artística Popular de Castelo de Vide, aprovados neste mesmo dia em reunião da Assembleia Geral a que presidiu António Maria Coelho, secretariado por Amável dos Santos Galhardo e João António Leitão.

[+ info]
13/2/1931

A Câmara Municipal de Castelo de Vide é informada pelos peritos, nomeados pela sua Comissão Administrativa, do valor atribuído na avaliação efectuada ao edifício onde funcionavam as Escolas Centrais da Vila, que se propunha adquirir, edifício conhecido por "Casas Amarelas". A avaliação foi de 40.000 escudos.


21/6/1931

Realizou-se no Salão Leitão, pelas 4 horas da tarde, em Castelo de Vide, uma reunião para a Constituição da “Frente Única” das forças republicanas desta vila.

[+ info]
8/1/1932

Resolve a Câmara Municipal mandar derrubar as velhas árvores da Praça D. Pedro V, e substituí-las por arvoredo novo.

[+ info]
22/1/1932

Resolve a Câmara mandar efectuar o estudo da Rede de distribuição de águas em Castelo de Vide.

[+ info]
6/2/1932

É desta data a escritura de constituição da Sociedade por quotas de responsabilidade limitada denominada "Lagar Social de Castelo de Vide, Lda.", data em que igualmente iniciou a sua actividade.

[+ info]
7/3/1932

Inaugura-se nesta data a linha telefónica para Póvoa e Meadas e a rede urbana nessa freguesia. Foi, como era evidente, importante melhoramento que a população vivamente festejou.


29/4/1932

Resolve a Câmara Municipal dar o nome de "Garcia de Orta", o célebre botânico do século XVI, natural de Castelo de Vide, ao novo jardim, construído pela Comissão de Iniciativa e Turismo, entre a estrada de Marvão e o caminho da Fonte da Mealhada, à saída da vila e em frente do Hotel das Águas, (mais tarde Hotel Sol e Serra).

[+ info]
9/5/1932

Castelo de Vide recebe festivamente a visita oficial do Presidente da República, General António Óscar de Fragoso Carmona. O Presidente com a sua comitiva, autoridades e grande número de pessoas, procedeu ao acto inaugural do Jardim de Garcia de Orta.

[+ info]
29/7/1932

É apresentado à Câmara de Castelo de Vide o ofício do Ministério dos Negócios Estrangeiros afim da nossa Câmara se entender com o Município de Valência de Alcântara, Espanha, para marcação da data em que devia efectuar-se a rectificação da fronteira. Assim se fez, bem como a posterior rectificação.

[+ info]
7/8/1932

Inicia a sua publicação o periódico "O Castelovidense", na sua 2ª série, após muitos anos de suspensão. É seu director e proprietário Alexandre Durão Cordeiro, engenheiro silvicultor, filho do falecido fundador e redactor principal Dr. João Luís de Carvalho Cordeiro, bacharel formado em Direito.

[+ info]
18/9/1932

Toma posse do cargo de Administrador do Concelho de Castelo de Vide José Cristóvão da Costa, chefe da Estação de Correios e Telégrafos e membro do Grémio de Acção Municipal.

[+ info]
27/10/1932

Em visita particular esteve na vila o ilustre Bispo da Diocese, D. Domingos Maria Frutuoso. Sua Excelência Reverendíssima fazia-se acompanhar do seu secretário. Foi muito cumprimentado.

[+ info]
17/11/1932

O Conselho Nacional de Turismo, em sessão desta data, classificou de 3ª classe o Hotel das Águas e desclassificou o Hotel Sintra do Alentejo e o do Rossio, até que realizem as obras que lhe foram indicadas.

[+ info]
9/12/1932

A Câmara de Castelo de Vide resolve criar uma comissão consultiva para apreciação dos projectos de edificação e modificação dos prédios urbanos.


29/12/1932

Realiza se a trasladação, do Cemitério Ocidental de Lisboa para o cemitério de Castelo de Vide, dos restos mortais do Dr. José Frederico Laranjo, distinto viticastrense, falecido na capital em 2 de Janeiro de 1910.

[+ info]
2/1/1933

Celebrou-se na Capela da Senhora da Luz, Castelo de Vide, o casamento de Francisco Lahmeyer Bugalho, estudante de Direito, com Guilhermina Mimoso Flores. Os noivos ficaram na Quinta das Palmeiras, em Castelo de Vide, que passou a ser a sua residência.

[+ info]
11/1/1933

Funda-se em Castelo de Vide a Caixa Escolar das Escolas da vila, muito útil e interessante iniciativa destinada ao fornecimento de artigos escolares, vestuário e calçado a alunos pobres, e subsídios para excursões.


13/1/1933

A Câmara de Castelo de Vide resolve anular o imposto de dois réis no vinho e nas carnes verdes, aplicado às obras da Igreja de Santa Maria da Devesa, alegando para tal, o Procurador do Povo, ter chegado a referida Igreja à sua quase conclusão, assim como os quartéis.

[+ info]




Nº de registos : 1311 ( 1101 até 1121 )
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66