Início | Efemérides
Tamanho de letra normal Aumentar o tamanho de letra Diminuir o tamanho de letra
Pesquisa de Efemérides
Pesquisa geral
Dia
Mês
Ano
Ordenar por
 
[limpar dados]


Nº de registos : 1311 ( 481 até 501 )
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66

28/8/1811

Reúnem-se nesta vila de Castelo de Vide os Juízes de Fora da Póvoa, Montalvão e Marvão, com um lavrador de cada uma dessas localidades, para se fazer o arrolamento das forragens e cereais para fornecimento do Exército.

[+ info]
26/10/1811

Por provisão desta data se declara que D. Domingas da Conceição Mousinho da Silveira, mãe do notável estadista do Liberalismo José Xavier Mousinho da Silveira, está de posse da célebre Herdade da Silveira, vinculada, em ambos os domínios “in solidum” e se ordena a saída do rendeiro Manuel de Jesus que havia muito tempo ali estava invocando um aforamento.

[+ info]
21/11/1811

É condenado à morte Agostinho Domingos José de Mendonça, 1º Marquês de Loulé, e por isso é-lhe retirado o Senhorio da Póvoa, de que era donatário. A sentença afinal (não cumprida) fundava-se na sua vinda a Portugal no exército invasor de Massena.

[+ info]
6/4/1812

Tomada de Badajoz pelo exército anglo-luso do comando superior de Wellington. Das brigadas de infantaria, fazia parte o 8º de Castelo de Vide que, com o 20º, formavam uma das brigadas portuguesas.

[+ info]
22/7/1812

O exército anglo-luso do comando de Wellington bate os franceses na batalha de Arapiles, próximo de Salamanca que havia tomado no mês anterior. Comandava os franceses o Marechal Marmont. O combate foi dos mais mortíferos da guerra da Península. Duma das brigadas portuguesas de Infantaria fazia parte o 8 de Castelo de Vide.

[+ info]
22/8/1812

O Padre Vicente Xavier Magro Roxo, Vigário da Vara da Vila de Castelo de Vide, faz o seu testamento, no qual lega avultadas quantias com fins pios e deixa 6.000 cruzados à Confraria do Santíssimo Sacramento da Matriz.

[+ info]
31/8/1812

Por atestado desta data, é louvado o Dr. José Xavier Mousinho da Silveira, então Juiz de Fora em Marvão, pelo seu diligente e meritório zelo no auxílio que presta à defesa daquela praça de guerra, durante a luta contra os franceses invasores.

[+ info]
23/9/1812

É confirmada ao Juiz de Fora de Marvão, José Xavier Mousinho da Silveira, a compra de algumas propriedades na área daquele concelho.

[+ info]
3/1/1813

Na capela do Santíssimo Sacramento da Igreja de Santa Maria da Devesa, Matriz da vila, foi eleita a mesa que havia de reger nesse ano a Confraria do Santíssimo Sacramento. Ficou constituída por: reitor, Capitão Francisco de Paula de Sequeira; escrivão, Francisco José Nogueira; e tesoureiro, Diogo António Tarouco.

[+ info]
1/5/1813

Duma informação militar desta data, constam as habilitações de António Tavares Maggessi, ao tempo coronel, onde se lê que sabia "gramática francesa e latina, aritmética, geometria de Bezout e alguma coisa de fortificação pelo Cavaleiro de Antoni".

[+ info]
14/5/1813

José Xavier Mousinho da Silveira é transferido do lugar de juiz de fora em Marvão para Setúbal, tomando posse no mesmo mês. Parece que foi nesta época que se tornou político militante e entrou para a Maçonaria, de que depois se desligaria.

[+ info]
29/5/1813

Toma posse do lugar de Juiz de Fora de Setúbal, José Xavier Mousinho da Silveira, de Castelo de Vide. Fora nomeado a 14 desse mesmo mês. Ali se conservou até 22 de Novembro de 1816.


2/1/1814

Procede-se nesta data à eleição da Mesa da Confraria do Santíssimo Sacramento, erecta na Matriz da Vila, dando o seguinte resultado: reitor, o Vigário de Santa Maria da Devesa, Padre João Feliciano Carrilho Gil, escrivão, Diogo de Barros Castelo Branco e tesoureiro, Diogo António Tarouco.

[+ info]
24/2/1814

Tomada de Baiona, em França, pelo Exército Anglo-Luso do comando de Welington. É data gloriosa do exército português e dos soldados do 8 de Infantaria de Castelo de Vide, que integravam uma das brigadas portuguesas de infantaria.


2/5/1814

José Xavier Mousinho da Silveira, castelovidense ilustre, é nomeado Juiz do Tombo dos Bens da Casa Real, no Termo de Lisboa.

[+ info]
6/5/1814

A José Xavier Mousinho da Silveira é concedida a mercê de agregar, em herdade, os seus prédios rústicos do Termo de Marvão, denominados Valverde, Volta do Ribeiro e Pereiro, ao todo doze tapadas, com os privilégios e isenções costumadas e livre das posturas camarárias.

[+ info]
6/2/1815

É aberto o testamento do Padre Vicente Magro Roxo, Vigário da Vara de Castelo de Vide, lavrado no dia 22 de Agosto de 1812, e no qual fazia valiosos legados à Santa Casa da Misericórdia da Vila, ao Recolhimento da Conceição, à Confraria do Santíssimo Sacramento da Matriz, etc..

[+ info]
7/2/1815

Nasce em Castelo de Vide José de Almeida Sarzedas que, com sua mulher D. Maria José da Rosa e Almeida, foi o instituidor do Asilo para a infância desvalida e que teve o nome de "Asilo do Espírito Santo", depois de "Almeida Sarzedas" e hoje já extinto.

[+ info]
16/8/1815

Nasce em Portalegre Maria José da  Rosa e Almeida, que casou com José de Almeida Sarzedas, de Castelo de Vide. Foram os instituidores do Asilo do Espírito Santo, para a infância desvalida, e que após a implantação da República passou a denominar-se Asilo Almeida Sarzedas.

[+ info]
7/12/1815

Atinge o posto de Marechal de Campo o castelovidense Francisco de Paula Maggessi, então já no Brasil. Começara a sua carreira militar em 1778, como cadete do Regimento de Infantaria de Castelo de Vide.






Nº de registos : 1311 ( 481 até 501 )
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66