Início | Efemérides
Tamanho de letra normal Aumentar o tamanho de letra Diminuir o tamanho de letra
Pesquisa de Efemérides
Pesquisa geral
Dia
Mês
Ano
Ordenar por
 
[limpar dados]


Nº de registos : 1311 ( 761 até 781 )
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66

29/9/1873

Inaugura-se a estátua a D. Pedro V no Rossio da vila, com brilhantes festejos com profusas decorações. Em frente da estátua um pavilhão para a assinatura do auto, e três coretos laterais para as três bandas de música.

[+ info]
16/10/1873

É desta data a portaria dando como oficialmente reconhecida a reabertura ao culto da Igreja de Stª Maria da Devesa, Matriz da vila, "depois de reconstruída a capela à custa do tesouro público", como nela se diz.

[+ info]
18/11/1873

É desta data a negação da 2ª Instância do Processo contra o Asilo dos Cegos de Castelo de Vide no pleito levantado pelos herdeiros do benemérito instituidor Sequeira Sameiro.

[+ info]
20/12/1873

José Frederico Laranjo dedica nesta data a Castelo de Vide o opúsculo intitulado “Elogio Histórico de D. Pedro V". É um interessante relato dos acontecimentos relacionados com a visita de D. Pedro V a Castelo de Vide e da inauguração da sua estátua em 29 de Setembro de 1873.

[+ info]
27/1/1874

Na Amieira do Tejo, Nisa, nasce Tude Martins de Sousa. Regente Agrícola, a sua actividade desenvolveu-se nos domínios da agricultura, das florestas, dos sistemas prisionais, e ainda em estudos e trabalhos de história e etnografia, que publicou.

[+ info]
17/2/1874

Morre Francisca Mousinho da Silveira, a última das duas irmãs sobreviventes de Mouzinho da Silveira, Isabel e Francisca. Além destas duas teve uma outra, Emerenciana, e dois irmãos, António e João, sendo este longos anos vigário de Castelo de Vide.

[+ info]
26/2/1874

A Santa Casa da Misericórdia de Castelo de Vide cede à Câmara o edifício do seu antigo hospital da Rua de Santo Amaro para nele se instalar, provisoriamente, o quartel do destacamento militar destinado à guarda do monumento a El-Rei D. Pedro V.


24/4/1874

Uma Comissão composta por figuras das mais distintas da vila de Castelo de Vide, entrega em Lisboa a El-Rei D. Luís I o autógrafo da inauguração da estátua, erigida em Castelo de Vide, a seu Augusto Irmão, D. Pedro V.

[+ info]
13/6/1875

A Câmara Municipal de Castelo de Vide aceita o convite feito pelo Jornal do Comércio para assistir à inauguração do monumento a Mousinho da Silveira, em Vale de Gaviões, sede da Freguesia da Margem, concelho de Gavião, erigido por iniciativa daquele jornal. A inauguração teve lugar no dia 15 desse mês.

[+ info]
15/6/1875

Erigiu-se em Vale de Gaviões, freguesia da Margem do concelho de Gavião, no largo da Igreja Matriz, um monumento fúnebre para onde se transladaram os restos mortais do eminente português, natural de Castelo de Vide, José Xavier Mouzinho da Silveira.

[+ info]
5/12/1875

É inaugurada nesta data a importante Fonte Nova, no sítio do Cartaxo, junto à estrada nacional.

[+ info]
22/12/1875

José António Serrano, distinto filho de Castelo de Vide, defende a sua tese inaugural do Curso de Medicina que terminara nesse mesmo ano. A sua rápida carreira em que sempre mostrou os altos dotes de inteligência e carácter fizeram de Serrano luminar da Medicina Portuguesa.

[+ info]
3/11/1876

José de Almeida Sarzedas, benemérito filho de Castelo de Vide, faz testamento no qual indica a sua vontade, e a de sua mulher, de com os bens que possuem instituírem um asilo para a infância desvalida na vila.

[+ info]
13/1/1877

Foi eleito sócio efectivo da Sociedade de Ciências Médicas o anatomista Dr. José António Serrano, filho ilustre de Castelo de Vide.

[+ info]
4/5/1877

É inaugurado o monumento no alto do Bussaco, comemorando a histórica batalha de 27 de Setembro contra os franceses. A celebrada carga de baioneta do 8 de Infantaria de Castelo de Vide, quase exclusivamente com recrutas desta vila, decidiu a vitória.

[+ info]
15/7/1877

Recebe o doutoramento em Coimbra, onde se formara em 1875, o Dr. José Frederico Laranjo, filho ilustre de Castelo de Vide. Pouco depois regia a cadeira de Economia Política e era eleito deputado pelo círculo de Portalegre.

[+ info]
3/1/1878

O distinto viticastrense Dr. José Frederico Laranjo é nomeado Lente Substituto da Universidade de Coimbra.

[+ info]
9/1/1878

É conferida a Dr. José Frederico Laranjo a posse do seu lugar de Lente Substituto da Universidade de Coimbra.

[+ info]
12/3/1878

É nomeado Preparador e Conservador do Museu de anatomia da Escola Medico-Cirúrgica de Lisboa o Dr. José António Serrano, insigne homem de ciência, natural de Castelo de Vide.


22/5/1878

Morre em Castelo de Vide José de Almeida Sarzedas, que com sua mulher, que lhe sobreviveu, foi o instituidor do Asilo do Espírito Santo.

[+ info]




Nº de registos : 1311 ( 761 até 781 )
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 | 13 | 14 | 15 | 16 | 17 | 18 | 19 | 20 | 21 | 22 | 23 | 24 | 25 | 26 | 27 | 28 | 29 | 30 | 31 | 32 | 33 | 34 | 35 | 36 | 37 | 38 | 39 | 40 | 41 | 42 | 43 | 44 | 45 | 46 | 47 | 48 | 49 | 50 | 51 | 52 | 53 | 54 | 55 | 56 | 57 | 58 | 59 | 60 | 61 | 62 | 63 | 64 | 65 | 66