Apresentação


Ao editarmos este portal, "Fonte da Vila, Castelo de Vide - História e Património" aceitámos a responsabilidade de fixar, no passado e no presente, não só a força magnetizante da paisagem urbana e rural do Concelho, como o seu património material e imaterial, consubstanciando-se o primeiro nas suas edificações (civis, religiosas e militares) e instituições, o segundo nas obras e actividades das suas gentes, entre outras no Teatro, na Música, na Pintura, na Literatura, na Poesia, na Ciência, incluindo as tradições, os seus vestígios e reflexos actuais.

[+ info]


Apresentação


EFEMÉRIDES
24/5/1484

Confirma o Rei D. João II, por carta régia desta data, o privilégio de vila realenga e outros que Castelo de Vide possuía.


[+ info]
24/5/1692

Realiza-se a primeira sessão, nos novos Paços do Concelho, cuja despesa de edificação foi feita à custa dos rendimentos das ervagens das folhas de Figueiró e Melrisso. Em 1702 sofreram obras e acrescentamento. Eram já no local onde os vemos hoje, mas só em 1721 ficaram com o aspecto actual.


24/5/1829

Durante o governo de D. Miguel é preso neste dia em Lisboa e encerrado na Fortaleza de São Julião da Barra Caetano José de Carvalho, afecto aos liberais. Nascera em Castelo de Vide em 1780 e era farmacêutico, estabelecido na Capital, na Rua do Poço Novo.


[+ info]
24/5/1834

Assina-se a capitulação da praça de Castelo de Vide às tropas do General D. José Ramon Rodil, que em nome da Rainha Isabel II de Espanha apoiava os liberais de Portugal contra El-Rei D. Miguel. Governava a praça o General António José Doutel.


[+ info]
24/5/1846

Forma-se em Castelo de Vide uma junta provisória contra o governo de Costa Cabral, que integrava João Augusto de Barros Castelo Branco, Manuel Pedro de Sequeira Sameiro, José António Roxo da Fonseca, Vicente de Almeida Sarzedas e José da Cruz Pelouro.


[+ info]
24/5/1914

A Junta de Paróquia de Santa Maria da Devesa da vila de Castelo de Vide põe em arrematação as obras a realizar numa das torres da igreja, nos telhados e também a caiação exterior do templo. A igreja estava danificada havia anos por motivo da queda de um raio na torre do lado sul.