Apresentação


Ao editarmos este portal, "Fonte da Vila, Castelo de Vide - História e Património" aceitámos a responsabilidade de fixar, no passado e no presente, não só a força magnetizante da paisagem urbana e rural do Concelho, como o seu património material e imaterial, consubstanciando-se o primeiro nas suas edificações (civis, religiosas e militares) e instituições, o segundo nas obras e actividades das suas gentes, entre outras no Teatro, na Música, na Pintura, na Literatura, na Poesia, na Ciência, incluindo as tradições, os seus vestígios e reflexos actuais.

[+ info]


Apresentação


EFEMÉRIDES
23/5/1474

O Rei D. Afonso V agravou as penas contra os que lançavam fogo ao mato, ou cortavam madeira sem licença, ou não respeitavam a caça no defeso. Agrava assim as penas já incluídas no Regimento do Monteiro-mor, publicado por D. Duarte em 1435.


[+ info]
23/5/1559

Manda o Rei D. Sebastião que o "Alferes da Bandeira" de Castelo de Vide, antiga usança que recaía em pessoa de qualidade nessas épocas e que "devia cavalgar com os nobres no dia de São João", fosse eleito de três em três anos.


[+ info]
23/5/1733

António Marçal recebe, por carta régia desta data, a propriedade do ofício de Tabelião do Público e Notas da vila de Castelo de Vide.


23/5/1930

Resolve a Câmara Municipal de Castelo de Vide iluminar a estrada, o sítio e a antiga Fonte da Mealhada, melhoramento muito apreciado.